quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Turistando : Kilmainham Gaol

Na última segunda-feira foi Bank Holiday aqui na Irlanda ( feriado) e para aproveitar a folga das flatmates no trabalho e o fato de não termos aula o dia todo, resolvemos fazer um passeio, aqui por Dublin mesmo. O destino escolhido foi Kilmainham Gaol, a antiga prisão. O lugar foi construído em 1796 e tem grande importância na história da República da Irlanda, por isso, desde 1986 funciona como museu.
A ideia inicial era pegar um ônibus, saindo do centro para chegar até lá, mas, como os motoristas estavam em greve ( sim! Aqui também tem greve, mas a coisa é bem pacífica e o direito ao ato é respeitado), decidimos ir à pé mesmo. O dia estava agradável, pegamos o mapa e seguimos pelas margens do Rio Liffey até Dublin 8. A trajeto durou pouco mais de 1 hora, mas valeu muito a pena. O museu fica em Dublin 8, próximo ao Museu de Arte Moderna e do Hotel Hilton, não é difícil chegar lá. O valor da entrada varia:  €6 - adultos , €4 - idosos , €2 - estudantes. A visitação é guiada e dura cerca de 1h30. Quando chegamos, tivemos que esperar 25 minutos para o próximo tour, o que não foi um problema, porque é possível aguardar em um museu com várias informações a respeito da prisão e dos antigos prisioneiros, como o livro de controle dos prisioneiros que contém o nome e o motivo que levou cada um a ser preso.

Livro dos Prisioneiros

Pontualmente, como é de costume aqui na Irlanda, o simpático guia deu início ao nosso tour. A arquitetura do lugar é incrível, mas é muito difícil imaginar como as pessoas que ficaram presas ali viviam, enfrentando celas pequenas, sem higiene e sem proteção contra o frio. Logo no início, o guia nos leva à uma pequena capela, equipada com telão e sistema se som, e nos apresenta fotos, vídeos antigos e simulações dos prisioneiros que passaram por lá. Durante a explicação, fiquei chocada ao saber que além dos homens e mulheres, crianças também eram presas por cometer pequenos delitos. 

Porta de uma das celas

 Depois dessa parte multimídia seguimos pelos corredores sombrios que abrigam as celas. Não me senti muito bem durante o passeio, afinal, é um lugar com a energia muito pesada. Mas, é um passeio que não dá pra deixar de fazer aqui em Dublin. Foi em Kilmainham que milhares de irlandeses foram presos, por vontade própria durante o período da " Grande Fome" - entre 1845 e 1849. É que por conta da falta de batatas a Irlanda viveu um colapso social o que ocasionou a morte de mais de um milhão de pessoas no país. Desesperados e com fome, os irlandeses começaram a cometer delitos para que fossem presos, já que na prisão teriam refeições diárias garantidas. 

Um dos corredores internos


Outro motivo que torna o local um marco histórico é a passagem de pessoas que ficaram famosas na história da luta pela independência do país, como os líderes do Levante de 1916 que finalmente libertou a República da Irlanda do domínio britânico. Grandes nomes como Robert Emmet, Stuart Parnell, Lord Frederick Cavendish, Thomas Burk, James Connolly, Eamon Ceannt, Sean McDermott e os irmãos Padraig e William Pearse foram priosioneiros de Kilmainham, alguns deles foram executados no pátio da prisão, onde hoje é possível ver cruzes negras marcando o local. 





Uma curiosidade é que talvez você já tenha visto a prisão na telona! É que a prisão foi cenário para diversos filmes:

The Quare Fellow - 1962 
O Diabólico Dr. Fu Manchu - 1965
Um Golpe à Italiana - 1969
O Emissário De Mackintosh - 1973
The Whistle Blower - 1987
Em Nome do Pai - 1993
Michael Collins - 1996
A Escapada - 2008


Eu, Bru e Mandy no lugar mais utilizado para as cenas dos filmes.

Fica a dica: Se estiver em Dublin, não deixe de fazer esse passeio. 
Endereço: Inchicore Road, Kilmainham, Dublin 8. 



2 comentários:

  1. Oi minha linda!! O lugar é realmente pesado...mas chegando aí e não conhece-lo seria fugir de uma realidade.Bjssss e obrigada pela existência desse seu blog. Pense em uma pessoa ficando super informada...rsrs. Continue nos prestigiando com tantas informações valiosas. Essa é a Tal...

    ResponderExcluir
  2. Curto esses lugares assim. Lindão!

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar seu comentário! Volte sempre!