domingo, 21 de julho de 2013

Um mês de Irlanda

Completamente apaixonada! É neste estado que me encontro. Como quando estamos no início do namoro, em que os olhos não veem os defeitos e tudo é motivo para festejar. Um mês em Dublin, 30 dias de puro êxtase. Nos 3 primeiros dias aqui a única coisa que pensava era em como ficar aqui pra sempre!
Eu tive muita sorte? Talvez! Mas, por enquanto, não tenho o que reclamar! 
Um mês é pouco e muito tempo. Por isso, vou listar os pontos que mais me chamaram atenção nesse mês pra quando chegar lá frente ver o que mudou na minhas impressões.


As tradicionais portas de Dublin.

  •  O idioma está sendo um desafio? Não exatamente. Mesmo não sendo fluente, a comunicação tem sido fácil. Os irlandeses são muito simpáticos e tem me ajudado quando me engancho em uma palavra ou outra. 
  •  Andar com brasileiros é ruim? Não. Quando precisei, foram eles que me ajudaram. E para prejudicar o inglês, só se você não se esforçar para "gastar" seu inglês em todas as outras situações que o dia lhe oferece. Ficar em casa o dia todo, quando a cidade está lá fora cheia de desafios para enfrentar é uma cilada! 
  •  Tirar a documentação é difícil? Não digo difícil, mas é bem enrolado. O sistema bancário aqui é bem diferente do Brasil e acaba atrasando um pouco o processo.
  • As aulas são diferentes? Sim! Aqui a as aulas são mais puxadas e os professores dão atenção a muitos detalhes que passam despercebidos nos cursos do Brasil.
  • Achar moradia é difícil? Mais ou menos. Lugar pra morar é o que bem tem, os classificados estão cheios de anúncios novos todos os dias, o difícil é achar algo que atenda todas as suas expectativas ( preço, localização, limpeza, conforto). Achei meu lugar no mundo em 3 semanas, e estou mais do que satisfeita.
  • Emprego tá difícil? Não sei. Como ainda não saí pra procurar, não posso afirmar nada. Mas, o que ouço todo mundo dizer é que quem procurar acha. Uma amiga achou na primeira semana.
  • A cidade é boa de viver? Imagina... Segundo a ONU é só o 4° melhor lugar no mundo para se morar. A cidade é limpa, as pessoas são educadas e é muito fácil ir e vir pra qualquer lugar.
  • É caro? Depende do estilo de vida que você quer levar. Economizar é bem possível e só depende de você. Aluguel é caro, mas comida no mercado e roupas nas lojas de departamento são incrivelmente baratas. Lazer não é tão caro, depende do número de pints que você decide tomar.
  • Dá pra melhorar o inglês? Em 3 semanas de aula já consigo entender melhor as pessoas na rua e me comunicar um pouco melhor. Agora que já passou a euforia do primeiro mês é me concentrar melhor nos estudos e na prática.

Ainda é cedo pra dizer. Mas como disse, estou " in love" com essa ilhazinha verde! Vamos ver como vou encarar os tempos de chuva, frio, e poucas horas de luz ao longo do dia. Como vou reagir quando bater a saudade de casa, do feijão e de coisas que eu nem importava quando estava no Brasil.
Por enquanto, continuo por aqui, com um sorriso bobo no rosto de quem lembra todos os dias ao acordar, que na verdade está realizando um sonho!

*P.S: Recebi um e-mail da minha mãe me parabenizando pelo primeiro mês de Irlanda. E não posso deixar de dizer pra pessoa mais fofa desse mundo: " Mãe, cada sorriso meu aqui é seu. Obrigada por tornar esse sonho real. Te amo. "

5 comentários:

  1. oh amiga... que bom saber que vc esta bem.. tão longe e tão perto... sorte , amor, paz te desejo tudo de melhor... bj
    ive

    ResponderExcluir
  2. Quero fotos do seu cantinho e todos os costumes diferentes de se morar aí :)

    ResponderExcluir
  3. Sarinha Guimarães22 de julho de 2013 11:14

    Adorei!!! Tô planejando conhecer a Irlanda MUITO em breve! Adorando o blog! ;**

    ResponderExcluir
  4. Poxa, parabéns pelo blog, conheci ontem e já li tudo, HAHA!
    Aguardando ansiosamente o próximo posto!

    Sláinte!

    ResponderExcluir
  5. Tudo que eu precisava ler! Adoro seu blog!!!

    Liseth

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar seu comentário! Volte sempre!